Você é o visitante Nº 254291 

   ESPAÇO RIO CULTURAL - DESTAQUES

 

Agrupamos os eventos em faixas de preço, confira!!!!

Grátis
Encontrados: 16
Até R$ 30,00
Encontrados: 19
Acima de R$ 30,00
Encontrados: 2

FESTIVAL BONECOS NO PARQUE
Até 26 de outubro de 2014 - Teatro Municipal Carlos Werneck 
Marionetes, palhaços e outras figuras recorrentes nos espetáculos infantis estão na programação do festival Bonecos no Parque, que ocupa, a partir de sábado (18), o Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck de Carvalho, no Flamengo. Fundadora do Bonecos em Ação, grupo com trinta anos de estrada, Susanita Freire é também diretora artística do evento, que reúne 36 companhias de teatro de diversas partes do país, além de Chile e Uruguai. Até 26 de outubro, haverá atrações e atividades aos sábados e domingos, a partir das 11h. Excepcionalmente no dia de abertura, o programa começa às 10h30, com os artistas da Eslipa — Escola Livre de Palhaços promovendo uma passeata festiva com a criançada nos arredores do teatro. Às 11h, o grupo Off-Sina apresenta Café Pequeno Da Silva e Psiu, com Richard Riguetti. No domingo (19), ele coloca o nariz vermelho novamente e, junto com a palhaça Currupita, encarnada por Lilian Moraes, traz o espetáculo Tremelicando, no qual transforma latas e moedas em instrumentos musicais. Rec. a partir de 4 anos.

Quando: Sábado e domingo, 11h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
EM 1964
Literatura, fotografia, cinema e música permeiam a mostra
Até 23 de novembro de 2014 - Instituto Moreira Salles 
O Instituto Moreira Salles dedicará parte de sua programação anual para discutir os 50 anos do golpe militar que instalou a ditadura no Brasil. Em 1964 propõe uma imersão neste momento decisivo para o país a partir do ponto de vista de artistas e intelectuais cujos acervos estão sob a guarda do IMS ou que têm vínculos diretos com suas atividades.

A partir do dia 9 de fevereiro, será possível visitar a exposição Em 1964, que permitirá ao espectador explorar os fatos culturais do período por meio de obras marcantes da literatura, da fotografia, do cinema e da música presentes nos acervos do IMS.

A ideia de imersão se desdobra no site Em 1964. Durante todo o ano, imagens, textos de época e outros especialmente escritos para o site completarão a experiência numa espécie de túnel do tempo para o ano do golpe.

A exposição exibirá fotografias do cineasta Jorge Bodanzky, feitas em Brasília no momento do golpe militar, mas trará também fotos de Chico Albuquerque e Henri Ballot documentando o cotidiano, como feiras, supermercados e outros costumes da vida diária dos brasileiros. Outro destaque da fotografia será um ensaio inédito em espaços expositivos da fotógrafa Maureen Bisilliat sobre Iemanjá.

Monitores exibirão trechos do documentário Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho, produzido em 1964 e que só pôde ser finalizado nos anos 1980 por conta da repressão militar. Em março, a Coleção DVD do Instituto Moreira Salles lançará o filme em cópia restaurada e com dois extras preparados pelo cineasta especialmente para a edição.

A Caravana Farkas, projeto do fotógrafo Thomas Farkas que reuniu jovens cineastas para documentar a cultura popular brasileira nos anos 1960, também estará presente na exposição, com fotos da equipe e a exibição de Viramundo, documentário de Geraldo Sarno.

Uma seleção musical poderá ser ouvida e terá canções de Tom Jobim, Baden Powell, Nara Leão, Ernesto Nazareth e Radamés Gnattali. Além disso, haverá um espaço dedicado ao Zicartola, restaurante-bar comandado por Cartola e sua mulher Zica que virou sensação, tornou-se um precursor das casas de samba e apresentou pela primeira vez nomes como Paulo César Batista de Faria, o Paulinho da Viola.

O ano de 1964 também teve a publicação de dois dos livros mais importantes da escritora Clarice Lispector, A paixão segundo G.H. e A legião estrangeira. Outro livro que marca o período é O braço direito, romance muito discutido e pouco lido de Otto Lara Resende, que o reescreveria pelo resto da vida. A exposição apresentará os originais, sendo os de Clarice do próprio acervo da escritora, e trará também dois datiloscritos de Otto, em que explica como teve a ideia de escrever o livro.

Outro destaque serão duas paredes dedicadas às oito capas e quarta-capas da revista pifpaf, de Millôr Fernandes. Players trarão entrevistas do programa Roda Viva comandadas por Caio Fernando Abreu e Marília Gabriela com Rachel de Queiroz, em que ela fala sobre seu apoio ao golpe militar.

A programação Em 1964 trará mensalmente à sala de cinema filmes que estavam em cartaz no Brasil naquele ano, além de ciclos de palestras e debates.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
DO VALONGO À FAVELA: IMAGINÁRIO E PERIFERIA
Até 15 de fevereiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 

Com curadoria de Rafael Cardoso e Clarissa Diniz, a exposição reúne obras históricas e contemporâneas que têm como tema a região portuária do Rio de Janeiro. O recorte apresenta, entre outros aspectos, o comércio de escravos na região do Valongo e o surgimento da primeira comunidade de moradia informal no Morro da Favela, que marcaram e transformaram o local onde hoje mudanças continuam a ser processadas.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Grátis às terças-feiras. De quarta a domingo, grátis para alunos e professoresda rede pública de ensino, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos.

como chegar |  todos os eventos


 
TATU: FUTEBOL, ADVERSIDADE E CULTURA DA CAATINGA
Vários artistas
Até 08 de fevereiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 
Tatu: Futebol, Adversidade e Cultura da Caatinga faz-se sob o ponto de vista do bicho vivo. O imaginário da caatinga, do tatu e da bola conduz-se aqui pela óptica da adversidade que pauta a história do Brasil. Arte e artefatos culturais percorrem o ecossistema luminoso e quente da caatinga, o tatu na mitologia de sociedades indígenas, a invenção simbólica e política do sertão – a seca, o cangaço, a literatura social, o cinema novo, a arte contemporânea –, até o futebol da bola adversa (não a bola padrão Fifa, mas a irregular bola-tatu), o jogo entendido como uma importante forma de sociabilidade e de resistência. A partir do tatu, cabe experimentar a bola em sua reinvenção da perfeição esférica, aproximando-se da força política e da potência estética das formas cuja adversidade acumula uma energia pronta a explodir. Por fim, a escolha do tatu-bola e de sua caatinga se deve, primordialmente, à pesquisa no Ceará que concluiu que uma criança pobre conhece apenas metade do vocabulário de uma de classe média. Uma experiência na caatinga de aceleração de aquisição de vocabulário nas escolas resultou em avanços em todas as disciplinas. O que pode a arte para ampliar o vocabulário de uma criança? A partir dessa indagação crucial para o MAR começa o jogo da Copa, pois o legado do museu para as escolas serão projetos educativos.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Grátis às terças-feiras. De quarta a domingo, grátis para alunos e professoresda rede pública de ensino, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos.

como chegar |  todos os eventos


 
Rubens Gerchman: com a demissão no bolso
Até 08 de fevereiro de 2015 - CASA DAROS 

Cerca de 30 obras de Gerchman, entre desenhos e serigrafias, vão ilustrar uma linha de tempo, de 1966 a 1979, com datas marcantes da trajetória do artista e do momento cultural e político do período. A curadoria é de Eugenio Valdés Figueroa, diretor de arte e educação da Casa Daros, e de Clara Gerchman, filha do artista e diretora do Instituto Rubens Gerchman.

Quando: Quarta-feira a sábado, 11h às 19h.Domingos e feriados, 11h às 18h

Quanto: R$ 12,00.Entrada gratuita às quartas-feiras
como chegar |  todos os eventos


 
OCUPAÇÃO ZUZU
Exposição sobre Zuzu Angel
Até 02 de novembro de 2014 - Paço Imperial 
A exposição reúne um acervo com mais de 400 itens, entre trajes, vídeos, fotografias, documentos e outras criações de Zuzu. A curadoria é de Hildegard Angel (filha da homenageada) e Valdy Lopes Jn. O público terá acesso a documentos que mostram o lado militante da estilista, alguns desses nunca expostos anteriormente.
Durante todo o período da exposição, em dias alternados, atrizes, dirigidas pela estilista e consultora Karlla Girotto, farão performances-surpresa entre o público. Vestidas com réplicas de roupas desenhadas por Zuzu, elas lerão trechos de suas cartas.

Quando: Terça a domingo, 12h às 18h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
ADRIANA VAREJÃO
TRANSBARROCO
Até 26 de outubro de 2014 - Oi Futuro - Flamengo 
A artista mostra no Oi Futuro sua primeira video instalação, “Transbarroco”. Filmada no Rio de Janeiro, Ouro Preto, Mariana e Salvador, apresenta referências do Barroco que foram importantes em sua obra. Considerada uma das maiores representantes da arte contemporânea, Adriana Varejão teve seu trabalho exibido em instituições internacionais como MoMA (Nova York), Fundação Cartier (Paris), Centro Cultural de Belém (Lisboa), Hara Museum (Tóquio) e The Institute of Contemporary Art (Boston). Um pavilhão dedicado à sua obra pode ser visto no Instituto Inhotim, em Minas Gerais. A artista está presente em acervos como Tate Modern, Fundação Cartier, Hara Museum, Stedelijk Museum e Guggenheim. Já recebeu premiações importantes, como o Prêmio Mario Pedrosa, da Associação Brasileira de Críticos de Arte, e o Grande Prêmio da Crítica, da Associação Paulista de Críticos de Arte.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
HÁ ESCOLAS QUE SÃO GAIOLAS E HÁ ESCOLAS QUE SÃO ASAS
Arte e Sociedade no Brasil 2
Até 11 de janeiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 

Como a arte se envolve com a educação? Em suas origens, o acesso aos museus e à escola era reservado aos estratos sociais dominantes e circunscrito à formação e ao lazer das elites. No Brasil, apenas no pós-guerra os museus ampliaram sua abertura para a sociedade e a consciência de seus deveres de acessibilidade e universalidade. A arte incide sobre a agenda política dos museus, marcada por um déficit de direitos sociais não atendidos, enquanto a sociedade se apresenta cada vez mais complexa.

Esta é a segunda mostra da série Arte e Sociedade no Brasil, que lança hipóteses sobre os desafios enfrentados pela educação, pela arte e pelo museu. Os artistas que integram a exposição propõem modelos para pensar o potencial da educação. Homenageia-se a artista Anna Bella Geiger, que há décadas discute dispositivos como cartilhas, atlas e métodos de leitura a partir das relações transculturais. Ela própria foi aluna do educador Anísio Teixeira.

Obras de arte, documentos e projetos educacionais debatem os sentidos da educação e do lugar dito escola. O pacto crítico da produção artística com a educação está aqui concentrado em quatro núcleos: (1) teoria, com foco em Anísio Teixeira, Darcy Ribeiro e Paulo Freire; (2) processos, que documenta experiências da prática educacional; (3) dispositivos, que discute as dimensões de poder das estruturas educacionais; e (4) linguagem, que explora a relação entre fazer artístico, fala e escrita como campo de reconhecimento das diferenças.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Às terças-feiras, a entrada é gratuita

como chegar |  todos os eventos


 
MUSEU ENCANTADOR
Até 16 de novembro de 2014 - Museu de Arte Moderna 
MUSEU ENCANTADOR é uma coleção temporária de encantos permanentes e temporários do Brasil e Portugal. Mas o que é encantamento e que relação pode existir entre encantamento e cultura? E o que seria um museu do “encantamento cultural” do Brasil e Portugal? Para pensar algo sobre estes dois países no século XXI, é preciso não temer o clichê e deslizar em todas as superfícies. É preciso analisar o pó debaixo dos tapetes, não ter medo das misturar o universo da ciência e da magia, fazer chocar o esotérico e o estético, mergulhar no ridículo, fazer uma história de arte politicamente incorreta, devolver ao centro da festa os desqualificados, os terríveis, os inaptos, os místicos, e as narrativas perdidas dentro das narrativas institucionais. É preciso pensar, descolonizar o pensamento.

Quando: Terça a sexta, 12h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 11h às 18h

Quanto: R$ 14,00. Grátis para os Amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta-feira, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família que custa R$ 14,00 para grupos de até 5 pessoas.
como chegar |  todos os eventos


 
NOVAS AQUISIÇÕES - COLEÇÃO GILBERTO CHATEAUBRIAND
Até 16 de novembro de 2014 - Museu de Arte Moderna 
As Novas Aquisições da Coleção Gilberto Chateaubriand já é uma tradicional exposição de nosso calendário e do cenário artístico. A primeira aconteceu em 2000, e de lá para cá foram cinco. Esta sexta edição abrange os últimos dois anos, reunindo 65 artistas, sendo 38 estreantes na coleção, que revelam as mais recentes tendências de nossa produção artística. Na impossibilidade de expor todos os trabalhos adquiridos, em razão do grande número de obras, cada artista está representado por ao menos uma de suas obras. Uma seleção sempre difícil.
A exposição celebra, mais uma vez, o vigor do colecionador na busca de novos artistas nas diversas regiões do país. Trata-se de um panorama do pensamento e do olhar de Gilberto Chateaubriand sobre a arte brasileira. A Coleção, iniciada em 1951, hoje conta com mais de oito mil obras. Cedida em comodato ao Museu de Arte Moderna há 21 anos, é única no Brasil em sua vocação institucional, o que nos permite apresentar um cenário completo da arte brasileira dos últimos cem anos.

Quando: Terça a sexta, 12h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 11h às 18h

Quanto: R$ 14,00. Grátis para os Amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta-feira, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família que custa R$ 14,00 para grupos de até 5 pessoas.
como chegar |  todos os eventos


 
O CHEFE DE TUDO
Texto de Lars von Trier
Até 30 de outubro de 2014 - CASA DA GÁVEA 
Originalmente escrita para o cinema pelo renomado Lars von Trier, o espetáculo O Chefe de Tudo conta a história de Kristoffer, um ator desempregado que é contratado para se passar por chefe de uma empresa de TI (Tecnologia da Informação), para que o verdadeiro dono consiga vendê-la de forma inescrupulosa sem arriscar o próprio pescoço.

Quando: Quarta e quinta, às 21h.

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
ANGELO VENOSA
Membrana
Até 14 de novembro de 2014 - Anita Schwartz Galeria de Arte 
Em MEMBRANA, o paulistano radicado no Rio se arrisca por bambu e filamentos de plástico, até então inéditos em sua carreira. Cortado em fatias finas, o primeiro ganha formas sinuosas em esculturas de chão e parede. O plástico aparece em desenhos abstratos tridimensionais, cobertos por cápsulas de acrílico. Com cerca de vinte obras (a partir de R$ 47 000,00), o acervo abriga ainda uma grande peça de alumínio, de aproximadamente 4,5 metros de altura, e duas séries feitas nos últimos dois anos — uma de gravações a laser sobre fórmica e outra de lâminas de metacrilato.

Quando: Segunda a sexta, 10h às 20h. Sábado, 12h às 18h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
Short cut/ Long road (ou Amor x Pizza)
Galerias Marcantônio Vilaça I
Até 31 de outubro de 2014 - Espaço Cultural Sérgio Porto 

 

A exposição apresenta um apanhado de dois anos de produção de Elvis Almeida e Mariana Moysés. São pinturas, desenhos, serigrafias, fotografias, histórias em quadrinhos, colagens e zines que, agrupados em blocos e intercalados, oferecem ao público uma mostra do tempero das poéticas desses dois artistas e da versatilidade de suas atividades. Poliglotas culturais, Elvis e Mariana circulam entre diferentes mundos artísticos, atravessando de um lado para o outro os limites entre high e low culture e argumentando que, como toda fronteira, esta também é uma ficção política artificialmente mantida.Curadoria: Pedro Sánchez

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
A ESTUFA
De Ary Coslov
Até 02 de novembro de 2014 - Casa de Cultura Laura Alvim 

Roote é o diretor-geral de uma instituição que, parece, abriga doentes mentais. Mas podem ser também presos políticos. Ele é massacrado pela burocracia estatal e cercado de pessoas esquisitas, como o eficiente e ambicioso Gibbs, a sedutora e ardilosa Miss Cutts, o indecifrável e alcoólatra Lush, o inquieto Lamb e assim por diante. Na noite de Natal, acontecem dois eventos que vão balançar a instituição: um dos "internos", - que também são chamados às vezes de "pacientes" e são identificados por números - aparece morto e uma outra "paciente" dá à luz um bebê. A partir daí, os personagens são envolvidos numa trama repleta de surpresas e revelações, com muito mistério, sexo e violência. Mas também com muito humor. É interessante notar que sendo um texto engraçado, parece um pouco diferente das obras posteriores de Pinter, até mesmo pela presença de um forte tom político, mas, ao mesmo tempo, tem todas as características de seu teatro, facilmente reconhecíveis.

Quando: Quinta a sábado, às 21h

Quanto: R$ 40,00

como chegar |  todos os eventos


 
ILUSÕES
Até 13 de fevereiro de 2015 - CASA DAROS 

Exposição que reúne obras dos artistas Mauricio Alejo, Luis Camnitzer, José Damasceno, Leandro Erlich, Los Carpinteros, Fernando Pareja & Leidy Chavez, Liliana Poter, Teresa Serrano e José Toirac, da Coleção Daros Latinamerica. A mostra apresenta instalações, objetos, vídeos e fotografias que transitam pelos conceitos de ilusão, fantasia, mistério e magia de forma às vezes lúdica, às vezes irônica.

Quando: Quarta-feira a sábado, 11h às 19h. Domingos e feriados, 11h às 18h

Quanto: R$ 12,00. Entrada gratuita às quartas-feiras

como chegar |  todos os eventos


 
Vitrine Lugar das Dúvidas
Até 31 de dezembro de 2014 - CASA DAROS 

Na fachada lateral – na Avenida Lauro Sodré –, cinco vitrines proporcionam aos pedestres mais um espaço de exibição: elas trazem versões de obras e trabalhos inspirados na programação da Casa Daros. A ação permanente é inspirada no espaço cultural experimental colombiano lugar a dudas (em Cali). A partir de agosto, as vitrines apresentam trabalhos do artista cubano René Francisco Rodríguez. São bonecos feitos com tubos de pasta de dente, que representam os verdadeiros construtores da sociedade. A intenção do artista é chamar a atenção para a força do trabalho humano coletivo.

Quando: Permanente

Quanto: Grátis

como chegar |  todos os eventos


 
O PEQUENO AUTOR
Até 26 de outubro de 2014 - CCBB 

O PEQUENO AUTOR Tudo começa quando Hermínio se torna pivô de uma discussão dentro de casa, envolvendo sua mãe, Paula (sua irmã) e Jorginho (o vizinho que está de namorico com Paula). Depois disso, trancado em seu quarto, o garoto começa a ler seus escritos e é surpreendido pela chegada de personagens fantásticos que pretendem conquistar a colher dourada e, assim, tornarem-se autores de suas próprias histórias. A partir deste momento, o pequeno Hermínio se vê como autor e personagem dessa grande aventura. Segundo o diretor Marco dos Anjos, os objetivos dos espetáculos da Trupe são entreter e levantar questionamentos não só nos pequenos, mas em toda família. Anjos diz ainda que uma das propostas da montagem é incentivar a meninada a escrever suas histórias, estimulando-as a mostrar de que forma elas enxergam o mundo. “O espetáculo interroga se somos autores ou personagens de nossas histórias. Será que tem diferença? Afinal, tudo depende de como você vê”, relata.

Quando: Sábado e domingo, às 16h

Quanto: R$ 10,00

como chegar |  todos os eventos


 
PATRÍCIA PIOLHO
Até 29 de outubro de 2014 - Teatro Maria Clara Machado (Planetário) 

PATRICIA PIOLHO é uma peça que conta a história de Patricia, uma aluna nova no colégio tentando se encaixar. Em meio a esse desafio ela conhece o inseto mais temido na infância que, para sua surpresa, torna-se seu melhor amigo.

Quando: Sábado e domingo, às 16h

Quanto: R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
HISTÓRIAS FRIAS E CHAPA QUANTE
De terça a domingo - Grátis
Até 30 de novembro de 2014 - Casa França-Brasil 
A dupla Maurício Dias & Walter Riedweg apresenta as inéditas “Cold stories”, “Chapa quente”, “Sob pressão”, “Evidência”, “Blocão”, e “Throw”, entre projeção de imagens, videoinstalação e outros, com curadoria de Andreas Brøgger, que atua no Nikolaj Kunsthal, em Copenhague. Explora o contexto brasileiro contemporâneo, relatando a influência dos tempos da guerra fria sobre a atmosfera cultural e política de hoje, com marionetes de personagens da Guerra Fria, como Che Guevara, Mao Tsé-Tung, John F. Kennedy e Nikita Kruschev.

Quando: De 7 out 2014 até 30 nov 2014 - dom, ter, qua, qui, sex e sáb 10:00 até 20:00

Quanto: Entrada franca
como chegar |  todos os eventos


 
'BEIJE MINHA LÁPIDE'
Projeto Dulcinavista - De sexta a domingo
Até 26 de outubro de 2014 - Teatro Dulcina 
O ator Marco Nanini estreia, no Teatro Dulcina, no Rio, o espetáculo ‘Beije Minha Lápide’, que narra a história de um fã ardoroso de Oscar Wilde, preso depois de quebrar a barreira de vidro que isola o túmulo do escritor em um cemitério de Paris. A montagem é uma das atrações do projeto Dulcinavista, responsável pela programação do espaço da Funarte até novembro.

Nanini interpreta o fã (Bala) e, além dele, integram o elenco Carolina Pismel (advogada de Bala), Júlia Marini (filha do prisioneiro) e Paulo Verlings (carcereiro). O texto de Jô Bilac é inspirado em fatos reais: a proteção da sepultura de Wilde existe mesmo e foi colocada por causa do ritual que os fãs faziam ao visitar o local e beijar a lápide. O espetáculo é dirigido por Bel Garcia e produzido por Fernando Libonati.

Quando: De 11 a 26 de outubro, sexta a domingo, sempre às 19h

Quanto: Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
como chegar |  todos os eventos


 
DONATINHO
Prévia do CD solo "Zambê" Lançamento em janeiro 2015
Até 25 de outubro de 2014 - Oi Futuro - Ipanema 
Autodidata, Donatinho começou a catar notas no piano aos nove anos, confirmando a natural influência do pai famoso, o pianista, compositor e arranjador João Donato. Além dos sons brasileiros que sempre o acompanharam, o jovem incorporou referências da black music e do jazz, ouvindo Stevie Wonder, Stan Kenton e Miles Davis. “Zambé”, seu primeiro disco solo, é uma fusão entre música regional brasileira e música eletrônica. Além do trabalho autoral, produz artistas da nova safa da MPB.

Quando: 24 e 25/10 - Sexta e sábado, 21h- Teatro

Quanto:R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
FRANCIS & OLÍVIA HIME "ALMAMÚSICA"
De sexta a domingo
Até 26 de outubro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 
A sintonia do casal se reflete na forma como eles se expressam ao caracterizar o show. "Em 'Almamúsica', os momentos vividos se apresentam por meio dessa música que gostamos, compartilhamos, que nos emociona. Foi ela que nos atraiu e é ela uma constante em nossas vidas", diz Francis.

Olivia, por sua vez, faz questão de destacar o impacto desse sentimento em outras pessoas. "É como se a música fosse uma alma universal. E ela é de todo mundo. O teu olhar, teu sentimento faz com que aquilo seja teu também. Você passa a pertencer àquela alma artística, que eu considero uma só", explica a cantora.

As reflexões musicais perpassam, assim, a vida da maioria das pessoas. "Todo relacionamento, desde o namoro até a relação com amigos e filhos, passa por muita coisa: momentos felizes, mas também melancólicos. E isso é retratado no nosso show", conta Olivia.

Em meio a essa "sinfonia nunca interrompida, não há mais palavras, não há forma ou pensamento", somente "música, música, música, só música. Música, almamúsica, música".

Quando: De 24/10 a 26/10, às 19h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


  2014
DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31

Espalha aí...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Destaques | Nós | Música | Teatro | Exposições | Mostras de Cinema | Dança | Infantil | Crônicas | Diversos | Grátis | Fale Conosco Loja Web
Todos os direitos reservados
Rio de janeiro Shows Teatro Exposicoes Musica Cultura Lazer Eventos Culturais Agenda Dicas pecas de teatro