Você é o visitante Nº 242964 

   ESPAÇO RIO CULTURAL - DESTAQUES

 

Agrupamos os eventos em faixas de preço, confira!!!!

Grátis
Encontrados: 35
Até R$ 30,00
Encontrados: 38
Acima de R$ 30,00
Encontrados: 3

FESTIVAL BONECOS NO PARQUE
Até 26 de outubro de 2014 - Teatro Municipal Carlos Werneck 
Marionetes, palhaços e outras figuras recorrentes nos espetáculos infantis estão na programação do festival Bonecos no Parque, que ocupa, a partir de sábado (18), o Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck de Carvalho, no Flamengo. Fundadora do Bonecos em Ação, grupo com trinta anos de estrada, Susanita Freire é também diretora artística do evento, que reúne 36 companhias de teatro de diversas partes do país, além de Chile e Uruguai. Até 26 de outubro, haverá atrações e atividades aos sábados e domingos, a partir das 11h. Excepcionalmente no dia de abertura, o programa começa às 10h30, com os artistas da Eslipa — Escola Livre de Palhaços promovendo uma passeata festiva com a criançada nos arredores do teatro. Às 11h, o grupo Off-Sina apresenta Café Pequeno Da Silva e Psiu, com Richard Riguetti. No domingo (19), ele coloca o nariz vermelho novamente e, junto com a palhaça Currupita, encarnada por Lilian Moraes, traz o espetáculo Tremelicando, no qual transforma latas e moedas em instrumentos musicais. Rec. a partir de 4 anos.

Quando: Sábado e domingo, 11h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
EM 1964
Literatura, fotografia, cinema e música permeiam a mostra
Até 23 de novembro de 2014 - Instituto Moreira Salles 
O Instituto Moreira Salles dedicará parte de sua programação anual para discutir os 50 anos do golpe militar que instalou a ditadura no Brasil. Em 1964 propõe uma imersão neste momento decisivo para o país a partir do ponto de vista de artistas e intelectuais cujos acervos estão sob a guarda do IMS ou que têm vínculos diretos com suas atividades.

A partir do dia 9 de fevereiro, será possível visitar a exposição Em 1964, que permitirá ao espectador explorar os fatos culturais do período por meio de obras marcantes da literatura, da fotografia, do cinema e da música presentes nos acervos do IMS.

A ideia de imersão se desdobra no site Em 1964. Durante todo o ano, imagens, textos de época e outros especialmente escritos para o site completarão a experiência numa espécie de túnel do tempo para o ano do golpe.

A exposição exibirá fotografias do cineasta Jorge Bodanzky, feitas em Brasília no momento do golpe militar, mas trará também fotos de Chico Albuquerque e Henri Ballot documentando o cotidiano, como feiras, supermercados e outros costumes da vida diária dos brasileiros. Outro destaque da fotografia será um ensaio inédito em espaços expositivos da fotógrafa Maureen Bisilliat sobre Iemanjá.

Monitores exibirão trechos do documentário Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho, produzido em 1964 e que só pôde ser finalizado nos anos 1980 por conta da repressão militar. Em março, a Coleção DVD do Instituto Moreira Salles lançará o filme em cópia restaurada e com dois extras preparados pelo cineasta especialmente para a edição.

A Caravana Farkas, projeto do fotógrafo Thomas Farkas que reuniu jovens cineastas para documentar a cultura popular brasileira nos anos 1960, também estará presente na exposição, com fotos da equipe e a exibição de Viramundo, documentário de Geraldo Sarno.

Uma seleção musical poderá ser ouvida e terá canções de Tom Jobim, Baden Powell, Nara Leão, Ernesto Nazareth e Radamés Gnattali. Além disso, haverá um espaço dedicado ao Zicartola, restaurante-bar comandado por Cartola e sua mulher Zica que virou sensação, tornou-se um precursor das casas de samba e apresentou pela primeira vez nomes como Paulo César Batista de Faria, o Paulinho da Viola.

O ano de 1964 também teve a publicação de dois dos livros mais importantes da escritora Clarice Lispector, A paixão segundo G.H. e A legião estrangeira. Outro livro que marca o período é O braço direito, romance muito discutido e pouco lido de Otto Lara Resende, que o reescreveria pelo resto da vida. A exposição apresentará os originais, sendo os de Clarice do próprio acervo da escritora, e trará também dois datiloscritos de Otto, em que explica como teve a ideia de escrever o livro.

Outro destaque serão duas paredes dedicadas às oito capas e quarta-capas da revista pifpaf, de Millôr Fernandes. Players trarão entrevistas do programa Roda Viva comandadas por Caio Fernando Abreu e Marília Gabriela com Rachel de Queiroz, em que ela fala sobre seu apoio ao golpe militar.

A programação Em 1964 trará mensalmente à sala de cinema filmes que estavam em cartaz no Brasil naquele ano, além de ciclos de palestras e debates.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
DO VALONGO À FAVELA: IMAGINÁRIO E PERIFERIA
Até 15 de fevereiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 

Com curadoria de Rafael Cardoso e Clarissa Diniz, a exposição reúne obras históricas e contemporâneas que têm como tema a região portuária do Rio de Janeiro. O recorte apresenta, entre outros aspectos, o comércio de escravos na região do Valongo e o surgimento da primeira comunidade de moradia informal no Morro da Favela, que marcaram e transformaram o local onde hoje mudanças continuam a ser processadas.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Grátis às terças-feiras. De quarta a domingo, grátis para alunos e professoresda rede pública de ensino, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos.

como chegar |  todos os eventos


 
FOREVER FREE - LIVRES PARA SEMPRE
Até 30 de setembro de 2014 - MUSEU DA JUSTIÇA 

O Museu da Justiça do Rio de Janeiro inaugura a exposição “Forever Free-Livres para sempre”, sobre a história do tráfico de escravos no mundo. O evento tem o apoio do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) como parte das atividades de lançamento da Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024).
A mostra, composta por painéis que retratam – e explicam – a história do comércio transatlântico de escravos, a luta pelo fim da escravidão e o legado dos escravos, foi criada pelas Nações Unidas como parte de suas atividades de discussão sobre este tema. Durante 400 anos, foram mais de 15 milhões de vítimas, em um dos capítulos mais nefastos da história da humanidade que não deve ser esquecido.
Também integram a exposição documentos históricos referentes à libertação de escravos no Brasil entre os anos de 1838 e 1886, e objetos do século XIX, pertencentes ao Museu do Negro, da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos.
Na abertura, será exibido o documentário, produzido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), “A rota do escravo – A alma da resistência”, com direção de Tabué Nguma e Nil Viasnoff.
Logo após será realizada uma mesa-redonda com o tema: “Negros e a lei: da abolição à ação afirmativa”, com a participação do historiador Flávio Gomes, da UFRJ, do professor doutor em Comunicação e Cultura, André Lázaro, e mediação do jornalista Carlos Alberto Medeiros.

Quando: Segunda a sexta, 11h às 17h

Quanto: Grátis

como chegar |  todos os eventos


 
RICHARD SERRA: DESENHOS NA CASA DA GÁVEA
Até 28 de setembro de 2014 - Instituto Moreira Salles 

O Instituto Moreira Salles apresenta a exposição Richard Serra: desenhos na casa da Gávea, composta por 96 obras selecionadas pelo próprio artista. A mostra foi especialmente concebida para o centro cultural do IMS no Rio de Janeiro, a antiga residência do embaixador Walther Moreira Salles (1912-2001), patrono e criador da instituição. Para instalar seus desenhos no local, o artista solicitou a remoção de algumas paredes falsas, construídas sobre as paredes de vidro do projeto original para que o espaço abrigasse exposições. Os desenhos foram escolhidos a partir da escala da casa, “um espaço doméstico”, segundo Serra. Os trabalhos estarão em diálogo direto com o projeto modernista criado pelo arquiteto Olavo Redig Campos, em 1948. A construção é caracterizada pela transparência, que permite a interação dos interiores com os jardins de autoria de Roberto Burle Marx.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h

Quanto: Grátis

como chegar |  todos os eventos


 
SALVADOR DALÍ
Até 22 de setembro de 2014 - CCBB 

SALVADOR DALÍ é a mais completa exposição do artista espanhol já organizada no Brasil e exibirá no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro, 150 peças do maior representante do surrealismo, entre pinturas, gravuras, fotografias e objetos. As obras incluídas na mostra procedem das três instituições proprietárias das maiores e mais importantes coleções de obras do pintor, escultor, gravador e escritor espanhol, de acordo com o CCBB. Tratam-se da Fundação Gala-Salvador Dalí (Figueras, Espanha); o Museu Salvador Dalí (Flórida, EUA) e o Museu Rainha Sofia (Madri,Espanha). As três instituições realizarão conjuntamente a curadoria da exposição, sob o comando de Montse Aguer, curadora da Fundação Gala-Salvador Dalí. Entre as 150 peças da exposição se destacam 30 pinturas e 80 gravuras, assim como livros, fotografias, filmes, uma instalação e objetos que retratam a evolução de Dalí como artista. Uma das pinturas mais importante da exposição é "Figuras tumbadas en la arena" (1926), da época em que Dalí conheceu Pablo Picasso e foi influenciado pelo cubista.

As obras selecionadas incluem suas primeiras pinturas, quando o artista se inspirava em sua família e em paisagens; o período cubista; as obras que revelam seu interesse pelos pintores metafísicos e finalmente sua fase surrealista, estilo do qual foi o maior representante mundial.

Quando: Quarta a segunda, 9h às 21h

Quanto: Grátis

como chegar |  todos os eventos


 
MAURO RESTIFFE
São Paulo, Fora de Alcance
Até 28 de setembro de 2014 - Instituto Moreira Salles 
A primeira exposição do novo programa de exposições de fotografia contemporânea do IMS é "São Paulo, fora de alcance", do paulista Mauro Restiffe. A pedido da revista ZUM, Restiffe já havia fotografado o bairro da Luz em 2012. Para esta exposição, ele foi convidado a estender seu trabalho sobre a cidade de São Paulo, realizando caminhadas por outros bairros, tanto centrais quanto periféricos, como Brás, República, Pinheiros, Vila Congonhas e Itaquera. Esses deslocamentos aconteceram quase diariamente por três meses e deram origem a centenas de fotografias, feitas com a câmera Leica e o filme preto e branco de alta sensibilidade que fazem parte da poética do artista. Restiffe é conhecido pelas séries fotográficas que desenvolve em torno de questões urbanas de relevância histórica, política e arquitetônica.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h. O espaço estará fechado em dias de jogos do Brasil na Copa 2014.

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
TATU: FUTEBOL, ADVERSIDADE E CULTURA DA CAATINGA
Vários artistas
Até 08 de fevereiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 
Tatu: Futebol, Adversidade e Cultura da Caatinga faz-se sob o ponto de vista do bicho vivo. O imaginário da caatinga, do tatu e da bola conduz-se aqui pela óptica da adversidade que pauta a história do Brasil. Arte e artefatos culturais percorrem o ecossistema luminoso e quente da caatinga, o tatu na mitologia de sociedades indígenas, a invenção simbólica e política do sertão – a seca, o cangaço, a literatura social, o cinema novo, a arte contemporânea –, até o futebol da bola adversa (não a bola padrão Fifa, mas a irregular bola-tatu), o jogo entendido como uma importante forma de sociabilidade e de resistência. A partir do tatu, cabe experimentar a bola em sua reinvenção da perfeição esférica, aproximando-se da força política e da potência estética das formas cuja adversidade acumula uma energia pronta a explodir. Por fim, a escolha do tatu-bola e de sua caatinga se deve, primordialmente, à pesquisa no Ceará que concluiu que uma criança pobre conhece apenas metade do vocabulário de uma de classe média. Uma experiência na caatinga de aceleração de aquisição de vocabulário nas escolas resultou em avanços em todas as disciplinas. O que pode a arte para ampliar o vocabulário de uma criança? A partir dessa indagação crucial para o MAR começa o jogo da Copa, pois o legado do museu para as escolas serão projetos educativos.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Grátis às terças-feiras. De quarta a domingo, grátis para alunos e professoresda rede pública de ensino, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos.

como chegar |  todos os eventos


 
LILI - UMA HISTÓRIA DE CIRCO
Direção: Isaac Bernat
Até 21 de setembro de 2014 - Oi Futuro - Ipanema 

Lili – Uma História de Circo visita o universo mágico e apaixonante de um circo brejeiro que acolhe uma jovem órfã, que busca um lugar para começar uma vida nova. Após conhecer palhaços, um mágico, a mulher barbada, um bonequeiro e seus bonecos, Lili reconhece a sua verdadeira vocação, ao mesmo tempo em que descobre o amor. Com música, romantismo e muita palhaçada, o circo pede passagem para invadir o coração de crianças e adultos. No elenco, Soraya Ravenle, a estrelada atriz e cantora de musicais como “Ópera do Malandro em Concerto”, “Sassaricando – e o Rio inventou a marchinha” e “Um Violinista no Telhado”, entre outros sucessos.

Em virtude dos jogos da Copa do Mundo 2014, nos dias 12 e 13/07, a bilheteria irá abrir às 10h e o espetáculo terá início às 11h.

Dia 20/07 – Acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva: Audiodescrição, interpretação em LIBRAS e legendas. Programas em Braile.

Quando: Domingo, às 16h

Quanto: R$ 15,00

como chegar |  todos os eventos


 
VOZES DA AMÉRICA-LATINA
Até 21 de setembro de 2014 - Espaço Cultural Eletrobrás Furnas 
Exposição de nove artistas que residem e trabalham no Brasil, Uruguai, Cuba, Venezuela, Paraguai e Chile, participando ativamente do movimento artístico desses países. Selma Parreira, César Romero, G. Fogaça, Nestor Álvares, Danay Vigoa, Gustavo Álamon, Mário Quiroz, Morella Jurado e Ramon Cáceres expressam com suas obras sentimentos profundos da latinidade.

Quando: Terça a sexta, 14h às 18h e sábado, domingo e feriado, 14h às 19h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
artevida
Obras em quatro espaços culturais
Até 21 de setembro de 2014

artevida reúne 110 artistas e 350 obras do Brasil, Leste Europeu, Ásia, África, Oriente Médio e América Latina.

artevida (política), no MAM Rio, reúne cerca de 160 obras de 54 artistas, feitas sob regimes autoritários ou em resistência a eles, organizadas em tópicos como feminismos e racismo, democracia e eleições, mapas e bandeiras, guerra e violência, greves e revoluções. Este é um dos eixos principais da mostra, ao lado de artevida (corpo), em cartaz desde 27 de junho, na Casa França-Brasil.

Pensando na vocação de cada espaço, os curadores pautaram para a seção artevida (arquivo) coleções de artistas como o de Paulo Bruscky, inaugurado em 27 de junho, e o da argentina Graciela Carnevale [1942-], do Grupo de Arte de Vanguardia de Rosario, que abre ao público em 19 de julho. No arquivo da artista, fotografias, documentos e recortes de jornais registram a agitação da cena artística da avant-garde argentina nos anos 1960.

Nas cavalariças do Parque Lage, no segmento artevida (parque), o artista beninense Georges Adéagbo começou, na sexta-feira, a montagem de sua instalação com itens que trouxe e com o que está comprando em brechós cariocas. Ele escolheu para esta obra inédita refletir sobre a relação África-Brasil, o fotógrafo francês Pierre Verger e a documentação da diáspora africana.

No palacete do Parque Lage, já aberto ao público, estão a instalação “RED [Shape of Mosquito Net]”, de 1956, da japonesa Tsuruko Yamazaki [1925-], suspensa à beira da piscina, e trabalhos de Martha Araújo - peças de vestuário em tecido e velcro que permitem interatividade quando vestidas, e fotos de registros de performances com as roupas, no início dos anos 1980. O público pode vestir macacões com velcro da artista e colar o corpo na rampa de carpete.

Locais e preços:

Biblioteca Parque Estadual
Av. Presidente Vargas 1261 | Centro – RJ | 21 2332 7225

Terça a domingo,  10 às 20h. Grátis.

Casa França-Brasil

Rua Visconde de Itaboraí 78 | Centro – RJ | 21 2332 5120

Terça a domingo, 10 às 20h. Grátis.


Escola de Artes Visuais do Parque Lage

Rua Jardim Botânico 414 | Jardim Botânico – RJ | 21 32571800

Palacete: Segunda a quinta, 9 às 19h; sexta a domingo, 9 às 17h. Grátis

Cavalariças: Diariamente, das 10h às 17h. Grátis.


Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Av. Infante Dom Henrique 85 | Parque do Flamengo – RJ | 21 2240 4944

Terça a sexta, 12 às 18h. Sábados, domingos e feriados, 11h às 18h.
[a bilheteria fecha 17h30]. R$ 14



 
MOSTRA CARIOCA
Até 21 de setembro de 2014 - Museu de Arte Moderna 

Esta mostra não pretende “tematizar” o Rio, mas revelar o quanto a cidade foi e permanece sendo um espaço ao mesmo tempo caótico e criativo que alimentou uma vontade de arte que combina improvisação e rigor. Do final do modernismo, passando pelo concretismo, pelo neoconcretismo, pela pop e pelo conceitualismo, e chegando ao momento contemporâneo, uma espécie de “espírito carioca” se deixou insinuar.
Este “espírito” se bifurca, depois do advento da abstração, entre o gesto informal e a estrutura geométrica, a percepção de ritmos gráficos e simbólicos, que se deixam conduzir pelo lirismo interior, e uma via na qual o fazer do corpo (a mão do artista, o olhar do espectador) quer se desdobrar em uma espécie de pulsação do espírito.

Quando: Terça a sexta, 12h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 11h às 18h

Quanto: R$ 14,00. Grátis para os Amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta-feira, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família que custa R$ 14,00 para grupos de até 5 pessoas.

como chegar |  todos os eventos


 
A MAGIA DE MIRÓ
69 obras do artista espanhol
Até 28 de setembro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 

Entre os dias 29 de julho e 28 de setembro, a exposição “A Magia de Miró, desenhos e gravuras” apresenta 69 obras de um dos mais renomados artistas da Arte Moderna, Joan Miró; além de 23 fotografias em preto e branco do artista clicadas pelo fotógrafo galerista em Paris e Conde de Villamonte, Alfredo Melgar, também curador desta mostra. Entre as peças exibidas, esboços e obras produzidas em papel com lápis e giz de cera ao longo dos seus últimos cinco anos de vida. A mostra passou com sucesso por Curitiba e São Paulo e por galerias e museus da Europa, América e Oceania. Após a temporada no Rio, seguirá para Recife e depois Salvador.

Quando: Terça a domingo, 10h às 21h

Quanto: Grátis

como chegar |  todos os eventos


 
J. CARLOS EM REVISTA
Até 28 de setembro de 2014 - Centro Cultural Correios 
Mais conhecido com J. CARLOS, o carioca José Carlos de Brito Cunha (1884-1950), é um dos mais originais caricaturistas brasileiros da primeira metade do século XX. O humor, a rapidez e a clareza de seus traços assinalam as mudanças de comportamento e costumes ocorridas, à época, no Rio de Janeiro. A mostra, dividida em três módulos, apresenta o trabalho do artista em suas atuações como cronista, designer e publicitário.

Como cronista, J. Carlos tem seu trabalho marcado especialmente pela sua atuação como caricaturista dos costumes e politicas do século XX; Como designer, a mostra realça um aspecto pouco conhecido do grande publico: sua atuação como designer gráfico, criando projetos de identidade visual arrojados para as principais revistas da época, com destaque , para O Malho e Para Todos.

Já o módulo J. Carlos publicitário abrange uma faceta menos conhecido de sua atuação nessa área com trabalhos apresentados em campanhas criativas e bem-humoradas, com uso de estratégias produtivas em marketing e ainda utilizadas nos dias de hoje.

Quando: Terça a domingo, 12h às 19h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
JAN SIEBERT
Natureza Urbana
Até 28 de setembro de 2014 - Centro Cultural Correios 
A exposição reúne cerca de 25 trabalhos em tamanhos variados, produzidos entre 2001 e 2013 em diferentes cidades, como Vera Cruz (México), Hamburgo (Alemanha), Santos, São Paulo e Rio, no Brasil. Além  da produção do artista dedicada à paisagem urbana, a mostra apresenta retratos e ambientes interiores.

Jan Siebert realiza seus trabalhos durante a noite, no próprio local retratado, em um período que pode durar até uma semana. Locais, como a zona portuária ou o centro da cidade, têm o seu interesse não só pela paisagem urbana, mas também pela luz e pelo contraste com as sombras que provocam. Desertos à noite, esses locais, ganham um protagonismo na obra de Jan Siebert.

No espaço dedicado a retratos e interiores, o público pode observar que as pessoas, embora destacadas, se relacionam profundamente com seu entorno, tanto o espaço como os objetos. “Mesmo que as pessoas estejam no foco, em primeiro plano, passam a ser um elemento a mais em meio ao conjunto. Como em uma composição musical. Nessas pinturas, as pessoas são definidas também pelo seu entorno, em uma relação muito importante, sem que se possa dissociar. São interdependentes”, observa.

Quando: Terça a domingo, 12h às 19h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
A CONFERÊNCIA DOS PÁSSAROS
Sábados e Domingos
Até 19 de outubro de 2014 - Oi Futuro - Flamengo 
O espetáculo é inspirado no livro homônimo de poemas persas escritos no século XII por Farid ud-Din, considerado a obra prima maior da literatura oriental da Idade Média. A peça, indicada para a infância e a juventude, narra a aventura de trinta pássaros em sua travessia ao encontro do rei Simorgh, que vive no monte Kaf. Para transpor os obstáculos da jornada, os pássaros devem atravessar sete vales: o Vale da Busca, o Vale do Amor, o Vale do Conhecimento, o Vale da Plenitude, o Vale da Unidade, o Vale do Espanto, o Vale da Morte.

Quando: 02/08 a 19/10 - Sábados e Domingos - às 16h

Quanto: R$ 15,00
como chegar |  todos os eventos


 
ENSAIO SOBRE O AMOR PELO BURACO DA FECHADURA
Até 30 de setembro de 2014 - Solar de Botafogo 
ENSAIO SOBRE O AMOR PELO BURACO DA FECHADURA fala de amor. Os quatro atores em cena interpretam, através de suas experiências de vida, contos sobre o amor sem fórmula, o amor sem certo ou errado, através da imagem do jovem que ama sua bola de basquete como ele ama uma mulher ou um casal diante dos percalços da rotina diária massante. Ensaio sobre o amor pelo buraco da fechadura apresenta uma perspectiva diferenciada criada por um coletivo jovem. O expectador observa as cenas e diálogos travados entre os personagens, são apresentados ao amor maduro e imaturo, todos são convidados a mergulhar em suas próprias vivências através do buraco da fechadura.

Quando: Segunda e terça, às 20h30

Quanto: R$ 30,00
como chegar |  todos os eventos


 
MARCELO TINOCO
Histórias Naturais
Até 19 de outubro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 
Sob curadoria de Mario Gioia, a exposição Histórias Naturais, do fotógrafo Marcelo Tinoco, reúne obras construídas em grandes formatos a partir de um sofisticado processo de fotomontagem.

Por meio de dioramas fotográficos tridimensionais e hiperrealistas, o fotógrafo, vencedor do Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia, em 2013, apresenta um universo impressionante de sonhos e utopias, que tem no espírito da colagem um de seus principais motores.

Encontro com o artista 13 de Setembro às 16h.

Quando: De 05 de agosto à 19 de Outubro de 2014 - Terça a Domingo 10h às 21h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
MÍLTON MACHADO
Exposição: Cabeça
Até 29 de setembro de 2014 - CCBB 
Realização da primeira retrospectiva deste artista brasileiro, que marca 45 anos de trabalho. A exposição CABEÇA reúne mais de 100 trabalhos – entre desenhos, pinturas, fotografias, vídeos e esculturas – produzidos entre 1969 e 2014, muitos deles inéditos.

Milton Machado pertence a uma geração de artistas atuantes a partir dos anos 1970, cujas produções são fortemente marcadas pela investigação conceitual e pela experimentação. Sua produção, iniciada naquela década e continuada ao longo dos anos em paralelo à exploração de outros gêneros e meios, acaba por constituir uma “teoria” do fazer artístico, conjugando a universalidade conceitual e a singularidade do discurso autoral, a dimensão política e a poética. Sua formação multidisciplinar – de arquiteto, com mestrado em planejamento urbano e doutorado em artes visuais, longos anos de dedicação ao estudo e à prática amadora da música, sua atividade de escritor, palestrante e pesquisador – resulta em um trabalho com múltiplas facetas e de grande complexidade.

Quando: Quarta a segunda, 9h às 21h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
"POSTER FOR TOMORROW"
Terça a domingo - Grátis
Até 12 de outubro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 
A exposição "Poster for tomorrow", em cartaz na Caixa Cultural reúne mais de 100 cartazes que abordam os direitos humanos. São alguns dos melhores trabalhos de seis edições do concurso internacional anual da 4Tomorrow, associação sem fins lucrativos, sediada em Paris.

A exposição se divide em seis temas: democracia, educação, liberdade, pena demorte, igualdade de gêneros e moradia. Cada assunto será acompanhado de textos e frases que conceituam e contextualizam as questões abordadas com dados do Brasil e do mundo. “O foco da exposição não é o design em si, mas a mobilização de pessoas levantando a discussão desses assuntos, que dizem respeito a todos nós.

Entre os destaques, está o trabalho do israelense Yossi Lemel, que mostra um jovem usando um lápis como lança e a frase “Educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo”, de Nelson Mandela. No tema democracia, Yongsin Kwon, da Coréia do Sul, tomou como base a frase “Todos temos o direito de ser iguais”, enquanto Melda Emiroglu, da Bósnia e Herzegovina, criou “Diga não à corrupção”.

Quando: De 9 de agosto a 12 de outubro de 2014 (terça-feira a domingo) - Horário: das 10h às 21h

Quanto: Entrada Franca
como chegar |  todos os eventos


 
FRITZ LANG: O HORROR ESTÁ NO HORIZONTE
Retrospectiva completa
Até 22 de setembro de 2014 - CCBB 

Retrospectiva completa, em película, dos filmes do cineasta austríaco produzidos entre 1919 e 1960. A produção cinematográfica de Fritz Lang traça um paralelo com a história do próprio cinema: vai do cinema mudo ao falado, do preto e branco ao colorido, do expressionismo alemão à narrativa clássica.

A mostra já começa no Rio de Janeiro repleta de clássicos. Logo na primeira semana os fãs poderão assistir "M., o vampiro de Dusseldorf" e "Os mil olhos do Dr. Mabuse".

Programação de  17 a 22/09:

Quarta 17/09
15h – Curso “Fritz Lang: cinema de mestre”
17h30 – O diabo feito mulher (89 min, 35mm)
19h30 – Suplício de uma alma (81 min, 35mm)

Quinta 18/09
17h – Os Nibelungos: A morte de Siegfried (118 min, 35mm)
19h30 – No silêncio de uma cidade (100 min, 35mm)

Sexta 19/09
17h – Os Nibelungos: A vingança de Krimhield (123 min, 35mm)
19h30 – Desejo humano (90 min, 35mm)

Sábado 20/09
17h – O segredo da porta fechada (99 min, 35mm)
19h – A mulher na lua (169 min, 35mm)

Domingo 21/09
16h – Dr. Mabuse, parte 1: O jogador (155 min, 35mm)
18h30 – Dr. Mabuse, parte 2: O inferno do crime (115 min, 35mm)

Segunda 22/09
15h – Curso “Fritz Lang: cinema de mestre”
17h30 – Um retrato de mulher (99 min, 35mm)
19h30 – O homem que quis matar Hitler (102 min, 16mm)

Quanto: R$ 4,00

como chegar |  todos os eventos


 
"O RIO QUE É VERDE"
Terça a domingo - Grátis
Até 21 de setembro de 2014 - Centro Cultural Correios 
Fundado dentro de uma floresta tropical, o Rio soube valorizar e preservar sua natureza, formada por um vasto território que se estabelece entre o mar e a montanha. No século XXI, entretanto, um de seus maiores desafios é provavelmente lutar contra o crescimento acelerado e a falta de planejamento. A Exposição “O Rio que é Verde”, que o Centro Cultural Correios inaugura no dia 13 de agosto, convida o carioca a repensar essa questão dentro de uma perspectiva histórica e cosmopolita.
A exposição, com curadoria de Juliana de Carvalho e Udi Florião, é o desdobramento de outro projeto da Bang Filmes & Produções, inspirada no livro de mesmo nome que inaugurou a coleção literária “As Cores do Rio”, de autoria de Adilson Santos e Regina Mamede.

“O Rio de Janeiro é uma cidade que, desde os seus primórdios, entendeu que estaria inevitavelmente ligada ao verde da Mata Atlântica, que a refresca, lhe garante o acesso à água e o convívio com a abundante flora e fauna. Esse cúmplice enlace fez do espaço um centro urbano incomparável, onde humanos coabitam com a ampla diversidade de espécies da natureza animal e vegetal. Um ambiente muito especial em todo o mundo”. Juliana explica ainda que O Rio que é Verde vai muito além de uma exposição de fotos. “Os cariocas poderão vivenciá-la de forma sensorial, educativa e interativa”.
Painéis em grandes formatos exibem fotos ampliadas e textos, além de projeções, que criam um percurso cenográfico por onde os visitantes se movimentarão. O objetivo é recriar a atmosfera do meio ambiente natural, num passeio por 15 dos mais emblemáticos parques do Rio de Janeiro, dentre os 45 reconhecidos oficialmente (urbanos ou naturais). Tudo isso com informações precisas sobre as suas áreas totais, datas dos Decretos de Criação e localização. A mostra tem patrocínio da Fiotec, Comatrix, Telespazio e Prefeitura do Rio de Janeiro.
Um passeio no qual é possível também admirar o encontro da cidade com a natureza, em linhas traçadas por importantes arquitetos e paisagistas. Começando pelo Parque do Passeio Público – obra encomendada a Valentim da Fonseca e Silva, o Mestre Valentim, em 1783 – e a Quinta da Boa Vista (que abrigou gerações da Família Imperial e foi aberta em 1876), o Aterro do Flamengo, tombado em 1965 ou, entre os mais recentes, o Parque Madureira Rio+20, de 2012.

Há ainda belos cenários naturais, como a Prainha – Área de Proteção Ambiental entre o Recreio e Grumari, que recebeu duplamente a Bandeira Azul (2012/2013), o mais importante certificado de correção socioambiental do mundo –, o Jardim Botânico (1808) e a Floresta da Tijuca (1961).

Com uma cultura própria que brota da rua e desses espaços abertos, o Rio de Janeiro mistura sua paisagem com o fator urbano e o humano – nem sempre em equilíbrio perfeito –, fundindo natureza com diversidade racial, arte e criatividade com inspiração. Uma energia própria que ritima corações e corpos em movimento.

Quando: 14 de agosto até 21 de setembro - terça-feira a domingo, das 12h às 19h

Quanto: GRÁTIS

como chegar |  todos os eventos


 
OCUPAÇÃO ZUZU
Exposição sobre Zuzu Angel
Até 02 de novembro de 2014 - Paço Imperial 
A exposição reúne um acervo com mais de 400 itens, entre trajes, vídeos, fotografias, documentos e outras criações de Zuzu. A curadoria é de Hildegard Angel (filha da homenageada) e Valdy Lopes Jn. O público terá acesso a documentos que mostram o lado militante da estilista, alguns desses nunca expostos anteriormente.
Durante todo o período da exposição, em dias alternados, atrizes, dirigidas pela estilista e consultora Karlla Girotto, farão performances-surpresa entre o público. Vestidas com réplicas de roupas desenhadas por Zuzu, elas lerão trechos de suas cartas.

Quando: Terça a domingo, 12h às 18h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
SERGIO FINGERMANN
Se a Noite Fosse Água - Sequências
Até 28 de setembro de 2014 - Museu Nacional de Belas Artes 
A exposição é composta por 18 pinturas de grandes formatos e 40 obras (emolduradas) sobre papel com intervenções fotográficas, e traz investigações sobre a perspectiva, gravuras, páginas de ilustrações de livros antigos, que se transformam em matéria de trabalho, construindo um pensamento a partir de imagens, oferecendo uma reflexão sobre o fazer artístico e as bases de sua criação e pondo em discussão a própria questão da representação.

Quando: Terça a sexta, 10h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 12h às 17h

Quanto: R$ 8,00. Pelo mesmo valor o ingresso-família contempla até quatro parentes. Grátis aos domingos
como chegar |  todos os eventos


 
ADRIANA VAREJÃO
TRANSBARROCO
Até 26 de outubro de 2014 - Oi Futuro - Flamengo 
A artista mostra no Oi Futuro sua primeira video instalação, “Transbarroco”. Filmada no Rio de Janeiro, Ouro Preto, Mariana e Salvador, apresenta referências do Barroco que foram importantes em sua obra. Considerada uma das maiores representantes da arte contemporânea, Adriana Varejão teve seu trabalho exibido em instituições internacionais como MoMA (Nova York), Fundação Cartier (Paris), Centro Cultural de Belém (Lisboa), Hara Museum (Tóquio) e The Institute of Contemporary Art (Boston). Um pavilhão dedicado à sua obra pode ser visto no Instituto Inhotim, em Minas Gerais. A artista está presente em acervos como Tate Modern, Fundação Cartier, Hara Museum, Stedelijk Museum e Guggenheim. Já recebeu premiações importantes, como o Prêmio Mario Pedrosa, da Associação Brasileira de Críticos de Arte, e o Grande Prêmio da Crítica, da Associação Paulista de Críticos de Arte.

Quando: Terça a domingo, 11h às 20h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
JAZZ DO CORAÇÃO
Direção: Delson Antunes
Até 24 de setembro de 2014 - Casa de Cultura Laura Alvim 
Em sua escrita forte, mar­cante e bem femi­nina, a poe­tisa Ana Cris­tina César retra­tava suas inqui­e­tu­des, regis­trava seus amo­res, desa­ba­fava sen­ti­men­tos. Com o inces­sante desejo de par­tir, de des­co­brir, des­bra­var, ela rea­li­zou diver­sas via­gens que mar­ca­ram seus poe­mas e sua vida. É den­tro desse con­texto, mos­trando um pouco desse uni­verso, que se dá o espe­tá­culo “Jazz do Cora­ção”. Ide­a­li­zado por Fran­çoise For­ton e Del­son Antu­nes, cri­ado a par­tir da obra de Ana Cris­tina César, com dra­ma­tur­gia e dire­ção de Del­son Antu­nes, com­po­si­ções de Pedro Luis e no elenco Fran­çoise For­ton e Aline Pei­xoto, “Jazz do Cora­ção” é um drama poético-musical.

Quando: Terça e quarta, às 21h

Quanto: R$ 30,00
como chegar |  todos os eventos


 
MEIOS
Direção: Thierry Tremouroux
Até 21 de setembro de 2014 - Teatro Maria Clara Machado (Planetário) 
O texto conta a história de dois meio-irmãos de família nobre, filhos de um prestigiado embaixador que possui relações com o exército e o governo. Os jovens, mimados, arrogantes e fúteis, cansados de viverem naquela imensa casa no alto do Cosme Velho como fantasmas e sem propósito de vida, resolvem roubar o dinheiro arrecadado num evento beneficente de 07 de setembro de 1963, organizado pelo próprio pai visando arrecadar fundos para construir uma clínica psiquiátrica filantrópica. Através de uma encenação sofisticada, MEIOS pretende atingir os mais variados públicos com um tema universalmente conhecido, a falta de moral.

Quando: Sexta e sábado, às 20h. Domingo, às 19h

Quanto: R$ 30,00
como chegar |  todos os eventos


 
A ALMA IMORAL
Texto de Nílton Bonder. Monólogo com Clarice Niskier - Campanha Teatro Para Todos
Até 22 de setembro de 2014 - Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas 

Com humor fino e delicadeza, a atriz e dramaturga Clarice Niskier leva à cena sua adaptação teatral do livro “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder. A obra nos faz refletir sobre o certo e o errado, a obediência e a desobediência, a tradição e a transgressão, a hipocrisia e a honestidade, além de aproximar temas como religião e biologia.Clarice Niskier ganhou o Premio Shell-RJ 2007, na categoria Melhor Atriz, por sua atuação neste espetáculo. A peça recebeu também o Prêmio Caravana Funarte de Circulação Nacional de Teatros; e, em 2008, o Prêmio Qualidade Brasil São Paulo de Melhor Atriz – Drama.

Quando: Sexta a domingo, às 19h30

Quanto: R$ 40,00
como chegar |  todos os eventos


 
COLETIVO SAMBA NOIR
Kátia B, Marcos Suzano, Luís Filipe de Lima e Guillherme Gê
Até 30 de setembro de 2014 - Teatro Café Pequeno 
O Coletivo Samba Noir apresenta uma releitura contemporânea de clássicos da música brasileira que versam sobre o amor, suas dores e impossibilidades. À maneira dos filmes noir, o espetáculo propõe uma atmosfera densa, delicada e de alta voltagem cênica, apoiada em arranjos de feição contemporânea.

Alguns dos mais célebres compositores inspirados pela dor‐de‐cotovelo estão presentes no roteiro do "Coletivo Samba Noir": Nelson Cavaquinho, Lupicínio Rodrigues, Ary Barroso, Cartola, Noel Rosa e Antônio Maria, entre outros.

O quarteto que integra o "Coletivo Samba Noir" é formado por nomes de destaque na cena musical carioca: Katia B (voz e guitarra), Marcos Suzano (ritmo e voz), Luís Filipe de Lima (violão de sete cordas) e Guilherme Gê (teclado e voz).

Quando: Terças, às 20h

Quanto: R$ 10,00
como chegar |  todos os eventos


 
HÁ ESCOLAS QUE SÃO GAIOLAS E HÁ ESCOLAS QUE SÃO ASAS
Arte e Sociedade no Brasil 2
Até 11 de janeiro de 2015 - MUSEU DE ARTE DO RIO - MAR 

Como a arte se envolve com a educação? Em suas origens, o acesso aos museus e à escola era reservado aos estratos sociais dominantes e circunscrito à formação e ao lazer das elites. No Brasil, apenas no pós-guerra os museus ampliaram sua abertura para a sociedade e a consciência de seus deveres de acessibilidade e universalidade. A arte incide sobre a agenda política dos museus, marcada por um déficit de direitos sociais não atendidos, enquanto a sociedade se apresenta cada vez mais complexa.

Esta é a segunda mostra da série Arte e Sociedade no Brasil, que lança hipóteses sobre os desafios enfrentados pela educação, pela arte e pelo museu. Os artistas que integram a exposição propõem modelos para pensar o potencial da educação. Homenageia-se a artista Anna Bella Geiger, que há décadas discute dispositivos como cartilhas, atlas e métodos de leitura a partir das relações transculturais. Ela própria foi aluna do educador Anísio Teixeira.

Obras de arte, documentos e projetos educacionais debatem os sentidos da educação e do lugar dito escola. O pacto crítico da produção artística com a educação está aqui concentrado em quatro núcleos: (1) teoria, com foco em Anísio Teixeira, Darcy Ribeiro e Paulo Freire; (2) processos, que documenta experiências da prática educacional; (3) dispositivos, que discute as dimensões de poder das estruturas educacionais; e (4) linguagem, que explora a relação entre fazer artístico, fala e escrita como campo de reconhecimento das diferenças.

Quando: Terça a domingo, 10h às 18h

Quanto: R$ 8,00. Às terças-feiras, a entrada é gratuita

como chegar |  todos os eventos


 
CRÔNICAS DE NUESTRA AMÉRICA
Texto de Augusto Boal
Até 28 de setembro de 2014 - Oi Futuro - Flamengo 
Escritas no período de 1971 a 1976, quando o dramaturgo Augusto Boal encontrava-se exilado em Buenos Aires, estas pequenas histórias são um retrato da vida cotidiana na América Latina dos anos 70. Cada uma delas aborda de forma bem-humorada a capacidade latino-americana de superar as dificuldades e de encarar a vida de maneira sempre otimista. Através da publicação regular destas crônicas no jornal O Pasquim,  Boal reata pela primeira vez seu vínculo com o público brasileiro após sua prisão pelo regime militar e consequente exílio. Em 1977, estas histórias são publicadas em conjunto sob o título de “Crônicas de Nuestra América”. Trazem o olhar crítico, irônico – e muitas vezes engraçado – do escritor, em uma faceta ainda pouco conhecida de sua obra: a do cronista mordaz dos tempos obscuros da ditadura militar.

Quando: Quinta a domingo, às 20h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
BEIJE MINHA LÁPIDE
Com Marco Nanini e grande elenco
Até 05 de outubro de 2014 - Centro Cultural Correios 
Dirigido por Bel Garcia e produzido por Fernando Libonati, o espetáculo conta a história de Bala (Nanini), ardoroso fã de Wilde que está preso por quebrar a barreira de vidro que isola o túmulo do escritor no célebre cemitério de Père Lachaise, em Paris. Se o drama de Bala é fictício, a proteção da sepultura é real e foi colocada por conta de um curioso ritual que os fãs de Wilde faziam ao visitar o local – como o título do espetáculo indica – beijar a tal lápide. “O texto já tem uma imagem forte e asséptica, ao trazer o protagonista preso em uma cela de vidro. A partir disto, a iluminação, a música e as projeções ajudam a trazer uma temperatura para a cena”, resume Bel. ‘O vidro ironiza, de forma bem cruel, esta sensação de confinamento, pela qual Wilde passou injustamente, ao ser condenado por sodomia’, assinala Nanini.

Quando: Sexta a domingo, às 19h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
MUSEU ENCANTADOR
Até 16 de novembro de 2014 - Museu de Arte Moderna 
MUSEU ENCANTADOR é uma coleção temporária de encantos permanentes e temporários do Brasil e Portugal. Mas o que é encantamento e que relação pode existir entre encantamento e cultura? E o que seria um museu do “encantamento cultural” do Brasil e Portugal? Para pensar algo sobre estes dois países no século XXI, é preciso não temer o clichê e deslizar em todas as superfícies. É preciso analisar o pó debaixo dos tapetes, não ter medo das misturar o universo da ciência e da magia, fazer chocar o esotérico e o estético, mergulhar no ridículo, fazer uma história de arte politicamente incorreta, devolver ao centro da festa os desqualificados, os terríveis, os inaptos, os místicos, e as narrativas perdidas dentro das narrativas institucionais. É preciso pensar, descolonizar o pensamento.

Quando: Terça a sexta, 12h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 11h às 18h

Quanto: R$ 14,00. Grátis para os Amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta-feira, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família que custa R$ 14,00 para grupos de até 5 pessoas.
como chegar |  todos os eventos


 
NOVAS AQUISIÇÕES - COLEÇÃO GILBERTO CHATEAUBRIAND
Até 16 de novembro de 2014 - Museu de Arte Moderna 
As Novas Aquisições da Coleção Gilberto Chateaubriand já é uma tradicional exposição de nosso calendário e do cenário artístico. A primeira aconteceu em 2000, e de lá para cá foram cinco. Esta sexta edição abrange os últimos dois anos, reunindo 65 artistas, sendo 38 estreantes na coleção, que revelam as mais recentes tendências de nossa produção artística. Na impossibilidade de expor todos os trabalhos adquiridos, em razão do grande número de obras, cada artista está representado por ao menos uma de suas obras. Uma seleção sempre difícil.
A exposição celebra, mais uma vez, o vigor do colecionador na busca de novos artistas nas diversas regiões do país. Trata-se de um panorama do pensamento e do olhar de Gilberto Chateaubriand sobre a arte brasileira. A Coleção, iniciada em 1951, hoje conta com mais de oito mil obras. Cedida em comodato ao Museu de Arte Moderna há 21 anos, é única no Brasil em sua vocação institucional, o que nos permite apresentar um cenário completo da arte brasileira dos últimos cem anos.

Quando: Terça a sexta, 12h às 18h. Sábado, domingo e feriado, 11h às 18h

Quanto: R$ 14,00. Grátis para os Amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta-feira, a partir das 15h. Aos domingos vigora o ingresso-família que custa R$ 14,00 para grupos de até 5 pessoas.
como chegar |  todos os eventos


 
CIRCUITO MIMO
Festival Internacional de Música Instrumental
Até 14 de outubro de 2014
Uma das grandes novidades do MIMO 2014 é a estreia do Circuito MIMO. Trata-se da série de concertos que acontecerá nas cidades de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e Rio de Janeiro. Com isso o festival,  que ocorre em Olinda, Paraty, Tiradentes e Ouro Preto, aproxima-se das capitais do sudeste, privilegiando seus patrimônios históricos, mais precisamente o carioca Outeiro da Glória e a belo-horizontina Igreja de São José.

“Estamos muito felizes em ampliar as ações do MIMO para Belo Horizonte e Rio. Afinal, é o conceito inicial do festival sendo expandido”, comemora o curador André Oliveira. ”Predileto da família Real, o Outeiro da Glória é um dos cartões postais mais bonitos da cidade. Já a Igreja de São José tem a arquitetura e o tamanho ideias para os concertos.”

Para os concertos, foram convidados CHAARTS, orquestra de câmara da Suíça, que mescla música barroca e jazz,  Duo Milewsky, do casal formado pelo violinista polonês Jerzy Milewsky e a pianista brasileira Aleida Schweitzer, e Custódio Castelo, um dos mais proeminentes guitarristas do moderno fado português. 

Confira os concertos do Circuito MIMO 2014 na cidade do Rio de Janeiro:

Atração: Duo Milewski

Local: Outeiro da Glória

Quando: 23 de setembro, terça-feira,  18h

Quanto: Grátis


Atração: Custódio Castelo

Local: Outeiro da Glória

Quando: 14 de outubro, terça-feira, 18h

Quanto: Grátis


 
O CHEFE DE TUDO
Texto de Lars von Trier
Até 30 de outubro de 2014 - SESC Casa da Gávea 
Originalmente escrita para o cinema pelo renomado Lars von Trier, o espetáculo O Chefe de Tudo conta a história de Kristoffer, um ator desempregado que é contratado para se passar por chefe de uma empresa de TI (Tecnologia da Informação), para que o verdadeiro dono consiga vendê-la de forma inescrupulosa sem arriscar o próprio pescoço.

Quando: Quarta e quinta, às 21h.

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
DUAS VEZES UM QUARTO (2 X 1/4)
Texto e direção de Marcelo Pedreira
Até 19 de outubro de 2014 - CCBB 

Acontece no CCBB o projeto cênico “Duas vezes um quarto”, que traz ao público duas histórias em um mesmo espaço. “Dama da Lapa” e “Dilúvio em Tempos de Seca”, obras do dramaturgo e também diretor da peça Marcelo Pedreira, são caracterizadas por uma temática fortemente existencial que tratam da solidão primordial do ser humano, da incapacidade de comunicação e das inúmeras subjetividades que cercam o mesmo ser. A proposta é inédita e original, além de apresentar um desafio artístico e acréscimo das possibilidades cênicas e dramatúrgicas do teatro produzido no país.    

Em A DAMA DA LAPA, protagonizada por CARLA MARINS e JOSÉ KARINI, um homem e uma mulher repetem, todas as noites, o mesmo ritual, onde ele assume o papel de um suicida em sua última noite, e ela de uma prostituta.

Em DILÚVIO EM TEMPOS DE SECA, protagonizada por GUTA RUIZ e LUCAS GOUVÊA, um obscuro escritor e uma descolada ex-modelo internacional se encontram confinados no caótico ateliê dele, devido ao dilúvio que cai sobre a cidade.   

Quando:  Quarta a domingo, às 19h30

Quanto: R$ 10,00

como chegar |  todos os eventos


 
NEURÓTICA!
Com Flávia Reis
Até 03 de outubro de 2014 - TEATRO EVA HERZ - LIVRARIA CULTURA CENTRO 

Num roteiro criado em parceria com Henrique Tavares e sob a direção de Márcio Trigo, a atriz se divide entre 11 mulheres no espetáculo e coloca uma lente de aumento nas figuras tipicamente neuróticas que encontramos no dia a dia. A trama é conduzida por uma terapeuta, espécie de narradora, que serve de elo entre as demais personagens. A partir de uma palestra absolutamente equivocada sobre neuroses, são apresentados tipos como a mulher que perde o próprio carro no  estacionamento, a idosa pessimista que prevê o fim do mundo ao comer um tomate com agrotóxico ou “Fernanda”, a cerimonialista paulista que se divide no celular entre as demandas da profissão e do lar (até embaralhá-las). A personagem fez tanto sucesso que foi convidada a integrar o humorístico “Zorra Total”, na Tv Globo. “Muitas mulheres me param na rua para falar que se reconhecem na Fernanda. Fico muito satisfeita, é bom rir do ridículo de nossas neuroses”, conta a atriz.

Quando: Quinta e sexta, às 19h30

Quanto: R$ 40,00

como chegar |  todos os eventos


 
A VERDADEIRA HISTÓRIA DE ALESSANDRA COLASANTI
Até 28 de setembro de 2014 - Espaço SESC Copacabana 

À beira do seu aniversário, Alessandra Colasanti, a atriz que jamais revela a idade, desaparece sem deixar rastros. Mas o que estaria por tràs desse mistério? Crise dos 40? Dívidas? Amor bandido? Combustão espontânea? Repaginada geral? A detetive, ufóloga e alterego Alexandra Cavalcanti, recebe telefonema dos pais de Alessandra, os escritores Marina Colasanti e Affonso Romano de Sant-Anna, que oferecem uma mala de joias em troca do paradeiro da filha. Cavalcanti e sua fiel assistente, Srta. Ramalhete, partem então em uma jornada fantàstica em busca da artista desaparecida. Texto e direção de Alessandra Colasanti. Com Alessandra Colasanti e Flávia Espírito Santo.

Quando: Quinta a sábado, 19h. Domingos 18h.

Quanto: R$ 5,00 (associados Sesc), R$ 10,00 (meia-entrada), R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
ANGELO VENOSA
Membrana
Até 14 de novembro de 2014 - Anita Schwartz Galeria de Arte 
Em MEMBRANA, o paulistano radicado no Rio se arrisca por bambu e filamentos de plástico, até então inéditos em sua carreira. Cortado em fatias finas, o primeiro ganha formas sinuosas em esculturas de chão e parede. O plástico aparece em desenhos abstratos tridimensionais, cobertos por cápsulas de acrílico. Com cerca de vinte obras (a partir de R$ 47 000,00), o acervo abriga ainda uma grande peça de alumínio, de aproximadamente 4,5 metros de altura, e duas séries feitas nos últimos dois anos — uma de gravações a laser sobre fórmica e outra de lâminas de metacrilato.

Quando: Segunda a sexta, 10h às 20h. Sábado, 12h às 18h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
ARNALDO ANTUNES
Interno Exterior
Até 11 de outubro de 2014 - Galeria Laura Marsiaj 
Arnaldo Antunes medita sobre o precipício das palavras. Armado com tintas de carimbo, ele produz um vaivém incessante, um jogo de esconde-esconde entre as letras e as formas. Ora o poema se destaca – nítido – na superfície, ora naufraga lentamente numa mancha cuidadosamente desenhada. Há uma espécie de rara tensão entre as peças: umas se decidem pela significação, e se entregam ao contemplador com mensagens claras. Outras, abnegadas (ou eufóricas) mergulham na volúpia da hesitação.

Quando: Terça a sexta, 10h às 19h. Sábado, 11h às 16h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
ATLÂNTICO CONTEMPORÂNEO
7ª edição
Até 27 de setembro de 2014 - Shopping Cassino Atlântico 
O shopping Cassino Atlântico, localizado no Arpoador, na Zona Sul do Rio, promove no mês de setembro a 7ª edição do  “Atlântico Contemporâneo”. O local vai abrigar 11 galerias com exposições de diversos artistas, como Juarez Machado, Vik Muniz, Tunga e Vanderlei Lopes.

Na data de abertura, em 4 de setembro, às 19h, haverá também debates e lançamentos do livro “Holomovimento: Espelho D’Alma”, de Melinda Garcia, além de esculturas e pinturas.

“Nosso objetivo é levar cultura para a grande massa. Estamos criando um público novo, com um olhar diferenciado para a arte, formando colecionadores e projetando artistas”, comemora Ana Maria Monteiro de Carvalho, coordenadora do evento.

Quando: Segunda a sexta, 11h às 19h. Sábado, 13h às 18h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
BRUNO DROLSHAGEN
Barranco
Até 11 de outubro de 2014 - Galeria Laura Marsiaj 
"Busco preservar a intensidade do impulso, ao longo de todas as horas debruçadas em observações de folhas secas, cantos empoeirados, árvores, paredes e tudo que prende a atenção do meu olhar como artista. Meu interesse é apontar o que há de abstrato em minhas observações realistas do cotidiano."
Quando: Terça a sexta, 10h às 19h. Sábado, 11h às 16h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
FALA COMIGO COMO A CHUVA E ME DEIXA OUVIR
Cia Os Dezequilibrados
Até 28 de setembro de 2014 - CASA DA GLÓRIA 

A peça de Tennessee Williams e com direção de Ivan Sugahara será encenada de modo itinerante, com os atores da companhia percorrendo vários ambientes da Casa da Glória.

A peça apresenta um casal cuja relação está em crise. Em um quarto, um homem e uma mulher trocam palavras, mas não se comunicam. Há um desejo de falar, mas não necessariamente um com o outro. Desgastados, não conseguem se relacionar, nem se separar. A trama concentra em apenas um ato o desespero existencial que marca a obra de Williams.

Quando: Sábado e Domingo, às 14h e 16h

Quanto: R$ 30,00

como chegar |  todos os eventos


 
O QUE VOCÊ VAI VER
Direção: Inez Viana
Até 05 de outubro de 2014 - Teatro Ipanema  

Escrita em 1956 para a BBC, a peça radiofônica All That Fall, de Samuel Beckett (1906-1989), sempre esteve atrelada a um idiossincrático desejo do autor: concebida para o rádio, ela jamais poderia ser encenada no palco — o que, nas palavras do escritor irlandês, seria equivalente a “matá-la”. A partir desse texto, a companhia Pequena Orquestra e a diretora Inez Viana conceberam a dramaturgia de O que Você Vai Ver, estreia de sexta (5) no Teatro Ipanema. Escrita por Rodrigo Nogueira, membro da trupe, a tragicomédia questiona até que ponto apenas o som dá conta do teatro. Prepare-se para uma experiência e tanto: formado pelo autor e seus colegas de companhia Michel Blois, Fabricio Belzoff, Nanda Félix e Joana Lerner, além de Cesar Augusto e Marcelo Valle, ambos da Cia dos Atores, o elenco não aparece fisicamente em cena.

Quando: Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 20h

Quanto: R$ R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
TRÍPTICO SAMUEL BECKETT
Com Nathalia Timberg, Paula Spinelli e Juliana Galdino
Até 28 de setembro de 2014 - Espaço SESC Copacabana 
Tríptico Samuel Beckett é uma livre adaptação da obra final de um dos maiores escritores do século XX, o irlandês Samuel Beckett. Composta pela trilogia “Para o Pior Avante”, “Companhia” e “Mal Visto Mal Dito”, conta com as atuações de Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli representando três idades de uma mesma mulher (infância, maturidade e velhice).
Quando: Quinta a sábado, às 21h. Domingo, às 20h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
BLACKBIRD
Direção de Bruce Gomlevsky
Até 13 de outubro de 2014 - Teatro Gláucio Gill 
Vencedora do Festival Internacional de Edimburgo e do Prêmio Laurence Olivier Award, o espetáculo conta o reencontro entre duas pessoas, 15 anos depois de terem vivido uma história de amor. O que será que eles têm a dizer um ao outro? O texto tem a força de desafiar o público a expandir a sua definição de amor como também interrogar os limites éticos e morais. Qualquer um que já tenha vivido um relacionamento e esse amor fora interrompido, como um casamento que terminou em divórcio amargo, entenderá o desafio dos personagens, através dos segredos e auto-enganos, tentando compreender o passado para que eles possam seguir em frente.

Quando: Sábado a segunda, às 20h.

Quanto: R$ 30,00
como chegar |  todos os eventos


 
OS SAPOS
De Ranata Mizrahi
Até 29 de setembro de 2014 - Sede das Cias 

A peça se passa em um dia e uma noite numa casa de campo rústica, alugada por Marcelo e Luciana, um casal que, apesar de estar junto há oito anos, não assume o compromisso. Eles são vizinhos de Cláudio e Fabiana, casados e aparentemente felizes, porém o ciúme doentio de Cláudio faz Fabiana sentir um profundo vazio na vida. Nesse contexto, chega Paula, amiga de infância de Marcelo, que viaja para lá achando que passaria o final de semana numa confraternização de ex-amigos da escola. Ao chegar, ela se dá conta de que a confraternização era uma desculpa de Marcelo para revê-la e se vê obrigada a conviver com os dois casais, gerando, sem querer, grandes conflitos para todos.

Quando: Sexta a segunda, às 20h

Quanto: R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
12º FICI
Festibval Internacional de Cinema Infantil
Até 21 de setembro de 2014

O Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) chega à sua 12ª edição e, dentro do árduo e exíguo mercado cinematográfico infantil, se destaca como a principal mostra do gênero no país. Do começo modesto, o festival já soma hoje 700 filmes exibidos e um público total superior a 1,5 milhão de espectadores. Somente em 2014, a programação reunirá mais de 100 filmes de 24 países, concentrando mais que o dobro de lançamentos do gênero no país em um só evento.

Local: Rede Cinemark

Quando: De 12 a 21/09 (sexta a domingo)

Quanto: R$ 8,00 (meia-entrada para todos)

Programação:

http://www.festivaldecinemainfantil.com.br/site/programacao/



 
A ESTUFA
De Ary Coslov
Até 02 de novembro de 2014 - Casa de Cultura Laura Alvim 

Roote é o diretor-geral de uma instituição que, parece, abriga doentes mentais. Mas podem ser também presos políticos. Ele é massacrado pela burocracia estatal e cercado de pessoas esquisitas, como o eficiente e ambicioso Gibbs, a sedutora e ardilosa Miss Cutts, o indecifrável e alcoólatra Lush, o inquieto Lamb e assim por diante. Na noite de Natal, acontecem dois eventos que vão balançar a instituição: um dos "internos", - que também são chamados às vezes de "pacientes" e são identificados por números - aparece morto e uma outra "paciente" dá à luz um bebê. A partir daí, os personagens são envolvidos numa trama repleta de surpresas e revelações, com muito mistério, sexo e violência. Mas também com muito humor. É interessante notar que sendo um texto engraçado, parece um pouco diferente das obras posteriores de Pinter, até mesmo pela presença de um forte tom político, mas, ao mesmo tempo, tem todas as características de seu teatro, facilmente reconhecíveis.

Quando: Quinta a sábado, às 21h

Quanto: R$ 40,00

como chegar |  todos os eventos


 
ARTE
Texto: Yasmina Reza
Até 28 de setembro de 2014 - IMPERATOR - CENTRO CULTURAL JOÃO NOGUEIRA 

Sérgio (Claudio Gabriel), Marcos (Marcelo Flores) e Ivan(Vladimir Brichta) têm uma relação de grande amizade que vai sendo revelada e questionada à medida que se desenvolve uma mera discussão sobre um quadro aparentemente branco comprado na véspera por Sérgio. Um simples quadro monocromático acaba por colorir de sentimentos, emoções e pensamentos a divertida e contundente relação desses três amigos. Eles são levados à reflexão de suas vidas e expõem o avesso de suas relações, numa devoração crítica crescente que chega ao extremo.
Num estilo simples e bastante original, Yasmina Reza revela-se uma grande artesã do não dito, do subentendido e do silêncio musical entre as palavras, buscando exprimir o todo através do nada, o trágico através do cômico, o grave através da suavidade.   

Quando: Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 19h30   

Quanto: R$ 30,00

como chegar |  todos os eventos


 
SILÊNCIOS CLAROS
Monólogo poético com Ester Jablonski
Até 05 de outubro de 2014 - TEATRO ALCIONE ARAÚJO (Biblioteca Parque Estadual) 
O universo literário de Clarice Lispector (1920-1977) tem se prestado com frequência a adaptações teatrais. Eis aqui um belo exemplo de como, nas mãos certas, a obra da escritora pode ser igualmente tocante fora do papel. Sozinha em cena, trajando um simples vestido preto, Ester Jablonski dá vida de maneira notável a quatro contos da autora: O Grande Passeio, Uma Galinha, A Fuga e Uma Tarde Plena. Por trás de situações cotidianas insinuam-se, sempre de maneira poética, temas como morte, recomeço, liberdade, memória e desejo. Sob a direção de Fernando Philbert, Ester dribla as armadilhas que poderiam transformar a peça em um recital burocrático (50min).

Quando: Sábado, às 20h. Domingo, às 19h

Quanto: Grátis. Senhas distribuídas 1 hora antes do espetáculo
como chegar |  todos os eventos


 
DELÍRIO & VERTIGEM
Textos de Jô Bilac
Até 28 de setembro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 
A montagem foi construída a partir de treze textos de autoria do dramaturgo carioca Jô Bilac. Um passeio por faces cômicas e trágicas da alma, através de personagens ambíguos, capazes de tudo para alcançar seus objetivos.

"Delírio" é a primeira parte do espetáculo e se passa em diferentes contextos domésticos, sempre ambientados no interior das casas dos personagens que, aos poucos, se cruzam no mesmo espaço cênico. Na segunda parte, "Vertigem", a intimidade do lar cede lugar ao caráter imprevisível de diversos locais públicos como calçadas, aviões, aeroportos, salas de cinema e igrejas.

Quando: Terça a domingo, às 19h

Quanto: R$ 16,00
como chegar |  todos os eventos


 
MADE IN PARAGUAI MOSTRA DE CINEMA PARAGUAIO
Até 28 de setembro de 2014 - Caixa Cultural - Unidade Barroso 

A Caixa Cultural apresenta Made in Paraguai – Mostra de Cinema Paraguaio, de 16 a 21 de setembro, trazendo pela primeira vez ao Brasil uma retrospectiva dos últimos anos da cinematografia do país sul-americano. Serão exibidos 21 filmes, sendo onze longas-metragens e dez curtas. Como parte da programação, haverá debates com diretores e críticos especializados. A proposta é promover o contato do público não apenas com os filmes exibidos, mas também com as questões que envolvem essa cinematografia que, apesar de vizinha, ainda é pouco conhecida e divulgada em nosso país.

Programação:

CINEMA 1:
 
18 de setembro - Quinta-feira
 
16h Circo PE
de Miguel Agüero
Duração: 65 minutos
 
17h30 LIBERTAD
de Gustavo Delgado
Duração: 110 minutos
 
 
19h45 Debate Libertad
com Gustavo Delgado
Duração: 75 minutos
 
 
19 de setembro – Sexta-feira
 
16h TIERRA ROJA
de Ramiro Gómez
Duração: 73 minutos
 
17h30 DEBATE Tierra Roja
com Ramiro Gómez
Duração: 75 minutos
 
19h HAMACA PARAGUAYA
de Paz Encina
Duração: 78 minutos

20 de setembro – Sábado
 
16h  18 CIGARRILLOS Y MEDIO
de Marcelo Tolces
Duração: 71 minutos
 
17h30 Sessão Curtas
Duração: 60 minutos
 
19h LIBERTAD
de Gustavo Delgado
Duração: 110 minutos

21 de setembro – Domingo
 

16h Sessão Curtas
Duração: 60 minutos
 
17h30 TREN PARAGUAY
de Mauricio Rial Banti
Duração: 64 minutos
 
19h SETE CAIXAS (7 CAJAS)
de Juan Carlos Maneglia
e Tana Schembori
Duração: 105 minutos

CINEMA 02

16 de setembro – Terça-feira
 
16h30 CIRCO PE
de Miguel Agüero
Duração: 65 minutos
 
18h30 TREN PARAGUAY
de Mauricio Rial Banti
Duração: 64 minutos
 
 
17 de setembro - Quarta-feira
 
16h30 TIERRA ROJA
de Ramiro Gómez
Duração: 73 minutos
 
18h30 UNIVERSO SERVILLETA
de Luis Aguirre
Duração: 110 minutos
20 de setembro – sábado
18 de setembro - Quinta-feira
16h30 CUCHILLO DE PALO
de Renate Costa
Duração: 95 minutos
 
18h30 CERRO CORÁ
de Guillermo Vera
Duração: 110 minutos

 
19 de setembro - Sexta-feira

16h30 LA ENAMORADA
de Martín Crespo
Duração: 60minutos
 
18h30 SETE CAIXAS (7 CAJAS)
de Juan Carlos Maneglia
e Tana Schembori
Duração: 105 minutos

20 de setembro - Sábado
16h30 CERRO CORÁ
de Guillermo Vera
Duração: 110 minutos
 
18h30 SETE CAIXAS (7 CAJAS)
de Juan Carlos Maneglia
e Tana Schembori
Duração: 105 minutos
 
 
21 de setembro – domingo
 
16h30 UNIVERSO SERVILLETA
de Luis Aguirre
Duração: 110 minutos
 
18h30 CUCHILLO DE PALO
de Renate Costa
Duração: 95 minutos

Quando: Terça a domingo

Quanto: R$ 2,00

como chegar |  todos os eventos


 
NA REPÚBLICA DA FELICIDADE
Direção: Felipe Vidal
Até 19 de outubro de 2014 - Espaço SESC Copacabana 
Texto mais recente do aclamado dramaturgo inglês Martin Crimp, o espetáculo “Na República da Felicidade” é a mais nova montagem do Complexo Duplo, grupo capitaneado pelo diretor Felipe Vidal e pela crítica de teatro Daniele Avila Small, indicados ao Prêmio Shell e ao prêmio APTR em 2012, pela Ocupação Artística do Teatro Gláucio Gill. A peça, que estreia no Espaço Sesc, no dia 18 de setembro, mostra uma típica família de classe média alta e seus conflitos de relacionamento, de forma bem-humorada. Dividida em três partes, a montagem começa apresentado o comportamento de uma família na noite de Natal. Depois, a dramaturgia se abre para números musicais de humor cáustico e comentários sobre a vida urbana contemporânea. Na última parte, um homem e uma mulher se confrontam em um jogo de poder e de identidade.

Quando: Quinta a sábado, às 20h30. Domingo, às 19h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
FIL - FESTIVAL INTERNACIONAL INTERCÂMBIO DE LINGUAGENS - 12ª EDIÇÃO
Atrações gratuitas e outras com preços de até R$ 24,00
Até 28 de setembro de 2014

O FIL tem como foco principal apresentar de forma afetiva e acolhedora, um cardápio variado de curiosidades e encantamentos artísticos – e até de maravilhas que ainda não têm nome, são os entre-mundos do FIL. Um panorama das artes sem fronteiras, com atrações vindas dos cantos do planeta.
Ao longo de onze edições, o FIL trouxe mais de 280 criações de excelência. Uma programação com ênfase na pesquisa e na mistura de linguagens, das mais diversas culturas. Um dos grandes diferenciais do FIL, desde seu início, é o estímulo a residências artísticas nacionais e internacionais de criação e coprodução. Aqui a gente mistura identidades e aponta para o surgimento de novas linguagens artísticas.
Por isso em 2014, o FIL arrisca mais uma vez ao juntar artistas de diferentes partes do mundo em suas criações: Experiência Yellow, Obstinados! (BR/FR), 100% Família (BR/ES), Vi Tudo (FR/BR).

Programação e informações gerais: http://fil.art.br/programacao/

Quando: De 19/09 a 28/09

Quanto: Espetáculos gratuitos e outros com preços  de até R$ 24,00 inteira



 
O CANTO DO CISNE
Com Ednei Giovenazzi e Pietro Mário
Até 28 de setembro de 2014 - Espaço Cultural Eletrobrás Furnas 
Escrito pelo russo Anton Tchekov (1860-1904), o drama O Canto do Cisne aborda o próprio fazer teatral. Ednei Giovenazzi encarna o protagonista, o experiente ator Vassíli Vassílitch Svetlovíd. Esquecido em um camarim no qual adormeceu embriagado, ele acorda sozinho e começa a passar em revista seus mais de cinquenta anos de carreira. Entre mágoas e alegrias relembradas, clássicos da dramaturgia são trazidos à tona. A certa altura entra em cena o ator Pietro Mário, representando a figura do ponto, profissional encarregado de soprar as falas ao elenco caso a memória de alguém falhe. Direção de José Henrique.
Quando: Sexta e sábado, às 20h. Domingo, às 19h

Quanto: Grátis
como chegar |  todos os eventos


 
O HOMEM TRAVESSEIRO
Direção: Bruce Gomlevsky
Até 21 de setembro de 2014 - Teatro Glauce Rocha 
O espetáculo, escrito pelo dramaturgo inglês Martin Mc Donagh, narra, com suspense e agilidade, os últimos momentos da vida do escritor Katurian, que vive em um país fictício da Europa, governado por um regime totalitário. Preso e interrogado devido ao conteúdo de seus contos – similares a uma série de assassinatos que ocorrem na cidade – Karturian descobre que seu irmão doente mental, Michal, além de ser o autor dos crimes, também o incriminou. Quando percebe que será executado, ele tenta salvar o que considera o bem mais precioso de sua vida: sua obra literária.

Quando: Sexta a domingo, às 19h

Quanto: R$ 20,00
como chegar |  todos os eventos


 
UMA RELAÇÃO PORNOGRÁFICA
Elenco: Guilherme Leme e Ana Beatriz Nogueira
Até 19 de outubro de 2014 - CCBB 

Um casal se conhece por meio de um anúncio, encontra-se em um café e vai para um hotel. Eles passam a se encontrar toda semana. Sempre no mesmo hotel. Nenhum dos dois sabe nada da vida um do outro, apenas sabem que querem realizar suas fantasias sexuais. Nesses encontros, não falam de suas vidas íntimas, trabalho, endereços e nem mesmo de seunomes. Mas com o passar do tempo, eles percebem uma inesperada afinidade, trazendo novas indagações a respeito dessa relação.
Direção de Victor Garcia Peralta e  texto de Philippe Blasband.

Quando: Quarta a domingo, às 19h

Quanto: R$ 10,00

como chegar |  todos os eventos


 
NÓS
Direção de Flávia Lopes
Até 28 de setembro de 2014 - Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas 
Sob a direção de Flávia Lopes, a peça conta através da manipulação de objetos, bonecos, sombras, projeções e do uso de máscaras, a história de Mel (Fabiana Poppius), uma garota que mora na pequena cidade de Pamonhas. Nascida de um repolho mofado e sempre rodeada de borboletas, Mel era alvo constante da chacota de toda cidade, simplesmente por ser diferente dos demais. Logo depois do nascimento de Mel, nasce Plínio, que também é mal visto pelos moradores de Pamonhas por não se comunicar de forma convencional e viver em um mundo particular. Mel, que só tem as borboletas e seu diário, consegue abrir uma porta de comunicação com Plínio através da música. Dois personagens que curiosamente não falam e que são representados por atores utilizando máscaras. As únicas vozes da peça são as do boneco Clóvis, que personifica os outros moradores de Pamonha representados por sombras.

Quando: Domingo, às 11h

Quanto: R$ 10,00
como chegar |  todos os eventos


 
O CONFUSO E MISTERIOSO ROUBO DAS VÍRGULAS
Até 21 de setembro de 2014 - Teatro Dulcina 
O sítio da vovó, lugar também chamado de Camelot, Passárgada, Xangrilá ou por qualquer outro nome paradisíaco, é lugar onde as árvores frutíferas estão sempre carregadas, os bolos quentinhos e as camas macias. Lá Joãozinho (Zeca Richa), Fabiana (Júlia Mendes) e Pedroca (Mário Terra) se envolvem em aventuras, se descobrem, vivem os melhores dias de sua infância. No texto original de Iuri Kruschewsky, com direção e dramaturgia de Pedro Emanuel, as crianças precisam resolver o caso do desaparecimento das vírgulas da cidade, fato que causa nos moradores muito constrangimento na leitura de tudo o que é escrito. Em cena, música, cenas engraçadas, aventura e, principalmente, a valorização da boa escrita fazem dessa peça uma ótima programação.

Quando: Sábado e domingo, às 16h

Quanto: R$ 10,00
como chegar |  todos os eventos


 
ROCKY SPIRIT - 2ª EDIÇÃO
Exibição gratuita de 23 filmes estrangeiros e 5 nacionais
Até 21 de setembro de 2014

O ROCKY SPIRIT é o maior festival de cinema ao ar livre do Brasil e reúne os melhores documentários de aventura produzidos recentemente no planeta. Mountain bike, surf, escalada, meio ambiente, vida ao ar livre – tudo o que faz parte do universo outdoor e que desafia nosso modo de ver o mundo é Rocky Spirit. Nesta quarta edição do evento, dezenas de produções internacionais e nacionais serão exibidas gratuitamente em sessões na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro.

O Festival de Filmes Outdoor Rocky Spirit tem o propósito de inspirar o público apresentando documentários que retratam expedições e atletas admiráveis; culturas e iniciativas que precisam ser conhecidas; ambientes que necessitam ser protegidos e idéias que merecem ser compartilhadas.

Local: Posto 10 - Praia de Ipanema

Quando: Sábado e domingo, das 17h30 às 23h

Quanto: Grátis



 
MAÝRA COUTO
21 de setembro de 2014 - Espaço Cultural Sérgio Porto 

Mayra traz com seus 16 anos de experiência musical, diversas influências sonoras da música popular brasileira, do ritmo afro-brasileiro ao samba, passando pelo RAP mesclado aos efeitos eletrônicos de voz. Vem se apresentando em Teatros como o Café Pequeno, e em casas de show na Lapa e em Botafogo. “Ter ouvido a música Meninos de Mayra Couto, foi uma grata surpresa. É um som contemporâneo e de extrema relevância à geração de novos artistas da música brasileira.” (Paulo Grangeiro – Agente musical).

Quando: Domingo, às 20h

Quanto: R$ 20,00

como chegar |  todos os eventos


 
ROGÊ
Show dançante
21 de setembro de 2014 - Carioca da Gema 

O cantor e compositor Rogê, faz um show dançante em que mescla vários ritmos. Apresenta seu novo cd Brenguelê. No show traz composições próprias, bem como sua parcerias com Seu Jorge, Marcelinho Moreira e Marlon Sette.Sobre Rogê: Ainda “moleque” começou a frequentar aulas de harmonia e percepção musical, aprendeu a tocar violão, e cada vez mais se sentia atraído por sons, ritmos e letras, principalmente as letras Nada o desviou do seu caminho – norteado pela música popular brasileira e aluno da Faculdade de Música da UNIRIO, se juntava aos amigos Duani e Seu Jorge para noites intermináveis de muita música e composições.

Quando: Domingo, às 20h30

Ingresso: R$ 23,00

como chegar |  todos os eventos


  2014
DOM SEG TER QUA QUI SEX SÁB
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30

Espalha aí...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Destaques | Nós | Música | Teatro | Exposições | Mostras de Cinema | Dança | Infantil | Crônicas | Diversos | Grátis | Fale Conosco Loja Web
Todos os direitos reservados
Rio de janeiro Shows Teatro Exposicoes Musica Cultura Lazer Eventos Culturais Agenda Dicas pecas de teatro